Destaques

Newsletter

sexta-feira, 5 de junho de 2020

#2 Editoras - Especial para autores iniciantes




Oiee!
Voltei hoje com um post que me pediram no instagram! Espero que gostem ;)
Se você escreveu um livro, tem ele prontinho e não sabe bem o que fazer ou por onde começar, vou tentar te ajudar através dessa nova série de posts aqui no blog. Caso tenha alguma pergunta, dúvida, ou sugestão de post, basta comentar aqui, que farei o possível para ajudar ;) Vamos lá.
É notável que o mercado editorial brasileiro cresceu muito e, com ele, as oportunidades para autores nacionais ( e graças a Deus por isso, hein?!). Hoje vemos editoras de todos os tamanhos, publicando livros de todos os gêneros, autores de todos os estados do país e, especialmente, de fora dele. Além disso, temos plataformas de publicação online – que geram direitos autorais para o autor, como a Amazon, Kobo, Google Livros; e gratuitas, como o Wattpad, o Nyah! Fanfiction, etc - temos também agências literárias que podem fazer a ponte entre você, autor, e a editora\selo editorial mais adequado para a publicação do seu livro.
Sim, são muitas opções e isso, à primeira vista, pode ser assustador. Mas vamos com calma, hoje falarei apenas sobre as editoras.

Existem diversos tipos de editora: as que fazem publicação tradicional, ou seja, que não cobram a publicação do seu livro; as que fazem contratos pagos, onde o autor paga pela publicação do livro e\ou é obrigado, por contrato, a comprar parte da tiragem de exemplares dele; editoras que fazem contratos para publicação apenas de livros em formato digital (e-book, audiobook), apenas em formato físico ou ambos... enfim. Inicialmente é bom que você saiba diferenciar isso.
Editoras tradicionais, normalmente (prestem atenção nesse normalmente!), não publicam livros de autores que ainda não têm um público fiel de leitores. O que é compreensível. Lembre que editoras também são empresas, o investimento em uma publicação é alto e quase sempre é um risco para a editora, esse risco é muito maior se o autor for “desconhecido”, digamos assim, e pode resultar em milhares de exemplares parados em estoque. O que é igual a dinheiro parado. Por isso é mais comum vermos essas editoras priorizarem autores com um público já definido e fiel, sabe?
Isso não vale só para editoras grandes, mas médias e pequenas também. Todas são empresas e funcionam, financeiramente, como tal.
É comum vermos editoras com contratos pagos onde o autor paga pela publicação ou, em tese, por parte dela, e fica com metade da tiragem de livros para recuperar o valor investido. Se o autor ainda não tem um público fiel, o risco que essa editora corre não é tão grande quanto o da tradicional, já que o autor também investiu financeiramente na publicação e ficou com parte da tiragem dela.
Entre as editoras tradicionais e as editoras com contratos pagos existem as que publicam apenas os formatos digitais dos livros, apenas o formato impresso ou, ainda, ambos os formatos. Existem as que fazem distribuição dos livros físicos para livrarias de todo o país (para isso é necessário uma tiragem grande de exemplares) e também distribuição dos formatos digitais para diversos sites, países, etc.

Agora que você já sabe o básico sobre esses tipos de publicação, vamos a algumas dicas:
1 – Valorize-se e valorize o seu trabalho. Esteja SEMPRE atento, por favor. Não entregue seus livros para editoras sem antes conhecer o trabalho delas, sem falar com autores que já tiveram essa experiência de publicação e podem compartilhá-la. Isso vale para editora tradicional, paga e qualquer profissional que você pense em entregar o seu trabalho.
2 – Se você não tem como investir financeiramente em uma publicação paga com editora, não tente se virar nos 30 para fazer isso acreditando que essa é sua única chance de publicar seu livro e ver ele sendo lido. Não é.
3 – Esteja sempre com os pés no chão. Uma publicação, sendo paga ou não, pode dar certo, é verdade, mas pode também dar errado. Esteja preparado para as duas possibilidades.
4 – Erros e “fracassos” ensinam MUITO. Às vezes precisamos quebrar a cara para aprender algumas coisas, então não ignore essa verdade e não ignore o fato de que todos erramos, sim, e que todos, também, sob alguma perspectiva, já fracassamos de alguma maneira. Escolha transformar esses erros e esses “fracassos” em aprendizado. Sim, essa é uma escolha.
5 – Eu não vou te dizer qual dessas publicações é melhor porque isso é muito relativo. Talvez o que eu queira em uma publicação não seja, necessariamente, o que você quer. O que eu posso fazer é enfatizar o que foi dito nas dicas um e dois e concluir com:
6 - Estipule seus objetivos antes de qualquer coisa: você quer lançar seu livro em formato digital e impresso ou apenas em um desses dois? Você quer ter autonomia para decidir tudo ou não se importa que o editor interfira? Você quer distribuir seu livro? Você quer ter uma chance maior de lucrar financeiramente com essa publicação ou apenas quer publicar e apresentar seu livro aos leitores? Você tem capital para investir numa publicação paga através de editora e quer fazer isso? Comece respondendo essas perguntas.
7 - Nenhuma editora vai vender seu livro sozinha. O processo todo (de edição, de capa, de diagramação e, especialmente, de divulgação) precisa estar diretamente ligado ao autor, ninguém conhecerá seu livro melhor que você e, por conseguinte, ninguém terá tanto sobre ele para apresentar ao leitor. Uma editora trabalha com muitos outros títulos, precisa promover todos eles e a ela mesma. Você precisará se divulgar e divulgar também seu trabalho.
8 – Caso decida publicar com alguma editora, peça a um advogado para analisar o contrato. Sério, isso faz TODA a diferença. Caso não possa fazer isso, não tenha como arcar com esse gasto, LEIA O CONTRATO. Mas leia mesmo. Muito. Repetidas vezes, em diferentes momentos. Se achar que algum detalhe não parece certo, está confuso ou ambíguo, não sinta vergonha de tirar dúvidas com o responsável pela editora. Isso pode evitar muito estresse e decepção para ambas as partes.
Enfim, acho que é "só" isso! Caso tenham alguma dúvida ou sugestão, comentem aqui e tentarei responder o mais breve possível ;)
Beijooos.

Comentários via Facebook

0 coment�rios:

Postar um comentário

© Hey, Mary Oliveira! – Tema desenvolvido com por Iunique - Temas.in