Destaques

Newsletter

sexta-feira, 26 de junho de 2020

#3 Agentes Literários - Especial para escritores iniciantes


Oie! Voltei <3
Que tal falarmos hoje sobre os agentes literários? A Barb mencionou eles na entrevista dela e talvez alguns de vocês, que acompanham o blog, se perguntem como chegar a um agente literário, quando fazer isso, o que esse profissional espera de um autor, o que faz, quanto cobra, etc. Tentarei responder essas perguntas e espero que ajude vocês de alguma maneira ;)


Um agente literário é, basicamente, o profissional responsável por fazer a ponte entre um autor e a editora ou selo editorial adequado para um determinado livro. É alguém com muito conhecimento acerca do mercado editorial, muitos contatos nesse meio e até mesmo conhecimento jurídico sobre contratos e direitos autorais. Além de representar o autor e\ou livro no percurso até uma editora, ele também o representa durante os trâmites necessários para a publicação do livro, fazendo negociações e procurando sempre defender os direitos e interesses do autor; costuma dar suporte durante a escrita do livro (fazendo um trabalho quase de um editor propriamente dito); e também administra a carreira do autor.

Existem poucas agências literárias no Brasil, esse é um nicho relativamente recente e ainda está em expansão por aqui, mas também existem agentes freelancer que não são necessariamente ligados a uma agência. Deixarei uma pequena lista no fim do post para que vocês conheçam algumas.

É importante ressaltar que um autor não “contrata” um agente literário, não existe essa de pagar um agente para encontrar uma editora para publicar o seu livro, autor. Esse não é o procedimento correto, então tenha cuidado. O que acontece é bem diferente. Um agente tem direito a uma porcentagem em cima dos royaties (direitos autorais) que um autor recebe após a formalização do contrato que ele intermediou com uma editora. Ou seja, ele só recebe se for responsável pela formalização de um contrato de publicação (ou de adaptação do livro para teatro, cinema, etc).

Para isso, o movimento é outro: o agente aposta no autor, no livro dele, levando em consideração as chances de conseguir encontrar uma editora para ele.

Mas o que um agente espera de um autor? O que ele procura em um autor para aceitar agenciá-lo?

Após assistir algumas aulas sobre esse assunto (deixarei links que tenho disponíveis abaixo), e de fazer algumas pesquisas, cheguei à seguinte conclusão:

 Originalidade e potencialidade da obra e público para ela.
Um autor com um potencial de vendas. Ou seja, uma plataforma de leitores já formada.
 Um autor que tenha uma boa escrita, com um texto que não precise de muita intervenção da parte do agente – pois lembre que, ao apresentar um livro de um autor a uma editora, o agente precisa que esse livro siga um padrão de qualidade e o trabalho será muito maior se ele precisar fazer muitas intervenções no texto.

Então, tenha certeza que a primeira impressão é a que fica, enviar um texto bem revisado, editado e formatado a um agente faz toda a diferença. Tenha uma atenção especial para isso.

Não digo que essas sejam regras, mas são aspectos muito importantes que certamente pesam na decisão de um agente antes de decidir ou não apostar em um autor.

Algo impede um autor de buscar um agente, mesmo que não tenha um ou todos os itens dessa lista? Não. Mesmo que o usual seja um agente fazer esse primeiro contato, existem agências que fazem o trabalho de análise crítica\análise de mercado, o que pode acarretar em um agenciamento. Atenção para o “pode”, tá? E atenção também para o fato de que diferentes agências trabalham de diferentes maneiras. Dê uma olhada no site delas antes de qualquer coisa.

A depender do seu objetivo enquanto escritor, ter um agente literário pode ser muito importante, sim. Mas não é essencial. Então não desanime se você não tiver um ou se tiver dificuldades para conseguir um, afinal, como eu disse antes, existem pouquíssimos atuando no mercado.

Sugiro que você, autor, defina bem seus objetivos, o que quer de alcançar e reflita sobre os passos que quer e\ou precisa dar para isso. Leia e procure o que puder sobre esse mercado, é importante também conhecê-lo, entendê-lo e isso sim é essencial para que você saiba o que quer para sua carreira.

Espero de verdade que esse pequeno post tenha ajudado, caso tenham dúvidas ou sugestões de próximos posts, comentem aqui ou me enviem por e-mail: autoramaryoliveira@gmail.com

Vou deixar abaixo a lista de agências literárias que conheço, embora nunca tenha trabalhado com nenhuma delas. As duas primeiras, segundo minhas pesquisas, são as maiores aqui do Brasil.



Alguns dos sites consultados para esse post:
Increasy | Authoria Studio | Youtube Carreira Literária - Agentes Literários | Trilha de Letras - Agente literário - Entrevista com Luciana Villas-Boas
___________________________________________________________________________
Gostaram? Deixem-me saber!
Até o próximo post! ;)

Comentários via Facebook

0 coment�rios:

Postar um comentário

© Hey, Mary Oliveira! – Tema desenvolvido com por Iunique - Temas.in